Entramos no tempo da Quaresma, escola de treinamento para a liberdade cristã, de repensar nosso projeto de vida e de assumir mais plenamente nossa aliança batismal. O primeiro Domingo deste período de quarenta dias para preparar a maior festa cristã: a ressurreição do Senhor, nos leva ao cenário do Monte das Tentações. Nesta montanha Jesus realiza um jejum de quarenta dias antes de iniciar seu ministério público, sendo tentado pelo Maligno. A grande tentação é desviá-lo do projeto salvador e libertador do Pai, através das idolatrias do ter, prazer e poder, que sempre estarão presentes na vida de cada cristão. Na mensagem quaresmal deste ano, o Papa Francisco nos alertou sobre a tentação da indiferença diante do sofrimento e da miséria, tentação cristalizada num sistema e numa tendência mundial: a globalização da indiferença, que nos torna egoístas e fechados em nós mesmos. Na Quaresma somos tocados e revestidos pela misericórdia e bondade do Pai, que nos conduz pelo caminho da fidelidade a sua Aliança amorosa. Neste tempo mergulhamos de cheio na proposta da filiação divina que nos faz renascer a uma vida nova e abundante. Aprendemos com Jesus Cristo a vencer as tentações que nos fragmentam e isolam com a escuta obediente a Palavra de Deus, a humildade e determinação de servir a Deus e ao seu Reino, e a oração profunda de comunhão que nos leva a cumprir sempre a vontade de Deus. Ainda neste tempo de penitência com ajuda e o estímulo da Campanha da Fraternidade 2015, assumimos nossa missão de servir a humanidade, no diálogo, cooperação e partilha, animando a construção de uma sociedade justa e solidária. Com um coração fortalecido e impregnado pelo Espírito, seremos capazes de nos empenhar na tarefa de uma evangelização encarnada e profética, geradora de uma civilização da ternura, da sobriedade e do serviço solidário. Testemunharemos de forma autêntica e efetiva a aliança da paz e da vida, que nos propõem as leituras desta Quaresma, protagonizando a mudança de coração e de toda nossa existência, a verdadeira conversão que vence a indiferença, a corrupção e toda opressão. Que cheguemos plenamente renovados e fortalecidos para as festas pascais. Deus seja louvado! Dom Roberto Francisco Ferreria Paz Bispo de Campos /RJ

 
Indique a um amigo
 
 
Mais artigos

Copyright © Renovação Carismática Católica - Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados